Pontos Turísticos em Destaque

IPARK CEARÁ: Ir ao encontro da natureza e encontrar lazer, diversão e aventura nos 173 hectares do iPark Complexo Turístico é um convite aos visitantes que desejam se aventurar nas mais de 30 atividades de lazer ao ar livre. As atrações do iPark estão distribuídas em três campos: o Campo de lazer, o Campo Tático e o Campo de Aventura. Em cada um deles, há atividades e jogos para todas as idades, desde a mais lúdicas, como passeios de pedalinho no lago, até as mais radicais, como tirolesa, muro de escalada, wakeboard, paintball, banana boat e passeios de caiaque e stand up paddle. Quem visita o iPark pode ainda conhecer o Museu da Cachaça. Instalado em um casarão original de 1846, o museu conta a história de uma das maiores e mais apreciadas cachaças do mundo. Outros destaques são o Big Tonel, maior tonel de madeira do mundo em 2003 registrado pelo Guinness Book, com capacidade para armazenar 374 mil litros de cachaça, e o Engenho Artesanal, onde é possível acompanhar a simulação do processo de fabricação da cachaça artesanal.

GUARAMIRANGA - CEARÁ: palavra originária do tupi, que significa "Pássaro vermelho", está situada à 110 km de Fortaleza, com acesso pela CE 060 (Fortaleza-Baturité-Guaramiranga) e CE 065 (Fortaleza-Palmácia-Guaramiranga). O município serrano encontra-se à 865m de altitude, totalmente inserido na Área de Proteção Ambiental do Maciço de Baturité, com temperatura que varia entre 18 e 25ºC. A paisagem proporciona um clima úmido e vegetação típica de mata atlântica intensificada pelas cores das flores nativas da região, surpreende seus visitantes com uma visão diferente do Ceará. Com uma população acolhedora (4.070 habitantes) a cidade tem se destacado no cenário nacional principalmente pela realização de diversos eventos de cunho cultural e turístico. É o local ideal para um convívio mais próximo à natureza.

BEACH PARK - CEARÁ: O Beach Park reúne mais de 18 atrações inesquecíveis, classificadas em radicais, moderadas e para toda a família. Mais de 7.793.000 litros de água garantem muita diversão e adrenalina aos visitantes. Além da segurança e qualidade das nossas atrações, é impossível não notar toda a atmosfera do lugar. Nossos funcionários trabalham com o prazer de levar a felicidade até você. E a praia, além de trazer boa energia, também é um diferencial. Somos um dos poucos parques aquáticos à beira-mar no mundo. Quem quer curtir a beira-mar mas não abre mão de um serviço de qualidade vai adorar o nosso Restaurante da Praia. Localizado entre o Suites Beach Park Resort e o Acqua Beach Park Resort, o espaço traz a melhor vista paradisíaca de Porto das Dunas. Os visitantes ainda podem conferir a deliciosa culinária e o espaço Chandon Bubble Lounge. Diversão na praia de um jeito que você nunca viu.

CANOA QUEBRADA - CEARÁ: Canoa Quebrada era uma pacata aldeia de pescadores até os anos 70, quando foi descoberta pelos hippies e transformada em reduto "paz e amor". Hoje, com acesso asfaltado, eletricidade, pousadas e restaurantes, é um dos destinos mais cobiçados do Ceará. Apesar das facilidades e mordomias, a vila encravada no alto de uma falésia mantém seu astral alternativo. Na praia, as jangadas rústicas continuam cruzando o mar esverdeado, enquanto as formações multicoloridas espalham-se por todas as direções. De bugue, aprecia-se o dégradé das falésias, com nuances que vão do branco à terracota, sem contar as marmorizadas, encontradas em Ponta Grossa. Ao longo do passeio, uma parada na praia de Majorlândia é obrigatória. Lá é produzido o artesanato típico da região - as garrafinhas com desenhos de areia colorida.O burburinho acontece na Broadway (Avenida Dragão do Mar), uma rua que virou calçadão e teve o piso de areia substituído por pedras portuguesas. O corredor é formado por bons restaurantes de frutos do mar, bares e boates com estilos variados. No verão, o agito se transfere para a praia, cenário de luaus e festas ao som de muito reggae.

JERICOACOARA - CEARÁ: A praia de Jericoacoara está entre as dez praias mais bonitas do planeta e, apesar de sua fama correr o mundo, o ritmo de vida na antiga vila de pescadores continua o mesmo, assim como as ruas de areia e sem iluminação pública. E como o destino paradisíaco, a apenas 300 quilômetros de Fortaleza, se mantém intocado? Graças a dois fatores: o primeiro é o acesso precário - só se chega à Jeri em veículos com tração nas quatro rodas, depois de muito sacolejo (nos últimos anos, porém, a quantidade de motos na vila, além dos carros de passeio que enfrentam as estradas de areia para circular pelas praias, mudou o cenário. É preciso ficar atento ao circular a pé).  segundo é a transformação da região em Área de Proteção Ambiental, o que aconteceu em 1984, e posteriormente em Parque Nacional, em 2002, preservando da especulação imobiliária uma área de cerca de 200 quilômetros quadrados repleta de dunas douradas, mangues e lagoas de águas transparentes.